A Primavera Urbana

Estamos na reta final da estação das flores, e o verão está próximo de seu início. Em minhas andanças em Sampa  vi e registrei muitas flores e árvores, cenas da primavera urbana.  Pude acompanhar o desabrochar de algumas rosas e ver muitas folhas nascerem nas árvores, crescerem  e caírem, para que novas pudessem nascer. Hoje, faço uma seleção de meus registros fotográficos que começou um pouco antes do Equinócio da Primavera.

Abrindo a janela do meu quarto, vejo algumas árvores e conforme o tempo passa, consigo acompanhar as transformações que a natureza apresenta diariamente.  No  dia 22 de julho, quando estávamos em pleno  inverno, vejo este ‘quadro’ :

JULHO 22-07-2015-Margarete Barbosa

 

Em  meados de agosto, no dia 17 , o quadro já apresentava algumas mudanças e árvores vi muitas folhas sendo levadas pelo vento:

AGOSTO 17-08-2015-Margarete Barbosa

 

No início de setembro já podemos ver uma transformação mais intensa. Vejam só o quadro no dia 03 de setembro:

03-09-15-Margarete Barbosa

 

A Primavera começou no dia 23 de setembro, e alguns dias depois vejo que ela começa a se expressa com todo seu esplendor, com as copas das árvores recheadas de folhas e algumas flores:

 

27-09-15-Sibipirunas por Margarete Batrbosa

 

No dia 06 de outubro, o ‘quadro’ estava mais florido:

Sibipirunas em 06-10-2015 foto :Margarete Barbosa

Estas árvores são chamadas de Sibipirunas e Tipuanas. São árvores muito comuns nas cidades. Podemos encontrar em muitas ruas de São Paulo, e suas flores quando caem deixam um belo tapete amarelo nas ruas e nas calçadas. Não sei dizer qual é qual, mas se fizermos uma visita curiosa ao Blog da minha amiga Neuza Guerreiro de Carvalho, poderemos conhecer um pouco das semelhanças e diferenças dessas espécies.  Neuza pesquisou sobre o assunto com muita competência e compartilhou conosco no seu Blog da Vovó Neuza. Vale muito a pena fazer uma visita ao Blog, lá tem muitas, muitas histórias e memórias.

E foi numa das visitas que fiz à Neuza que fotografei, do 10° andar de seu apartamento, as copas das Sibipirunas e Tipuanas. Vejam este registro que fiz no último dia 10 de outubro:

rua cerro corá-sibipirunas e tipuanas- Margarete Barbosa

rua cerro corá-sibipirunas e tipuanas- Margarete Barbosa

 

A Primavera da cidade de São Paulo mostrou também outras cores. E caminhando para meu local de trabalho na região da Lapa, pude encontrar alguns ‘quadros’ com imagens primaveris, como por exemplo esta árvore, que eu desconheço o nome mas que me deu a impressão de querer sair do quintal da casa e invadir a rua:

40

Nesta mesma rua e calçada percebi outras flores, como as que encontrei em frente a um salão de beleza, após  uma chuvada:

foto:Margarete Barbosa

rosas por Margarete Barbosa

 

É interessante caminhar e observar nos quintais das casas que muitas plantas são bem cuidadas. É o caso dessa planta ornamental chamada de Heliconia, conhecida também como Caeté ou, ainda: Bananeira do Mato. Vejam só:

helicônia ou bananeira do mato- caete por Margarete Barbosa

 

Caminhando  com meu filho, ele chamou minha atenção ao jardim de um prédio, pois ele viu um tipo diferente de azaléia:

Azaleia por Margarete Barbosa

 

Um dos momentos prazerosos dessa Primavera foi poder  acompanhar o desabrochar de uma rosa:

Rosa rosa por Margarete Barbosa

 

E o que me chamou a atenção foi ver que romãs são cultivadas em alguns jardins de prédios em São Paulo e também nas esquinas de calçadas na cidade, vejam só:

romã por Margarete Barbosa

 

romã no Bom Retiro por Margarete Barbosa

 

Andando pela Vila Romana, podemos ver outras cores da Primavera:

Vila Romana - Margarete Barbosa

 

Na calçada as árvores e suas flores desenharam um belo tapete amarelo:

árvores e flores amarelas-Margarete Barbosa

Destaco a fotografia abaixo que traz em primeiro plano um manacá da serra bem florido. Destaco em segundo plano, o verde vivo que brota do concreto. É a vida pulsante que saí do fundo do concreto da selva de pedra. Como diria Gonzaguinha: “É a vida, é bonita e é bonita…”

Vila Romana-Margarete Barbosa

Para finalizar, destaco o registro feito por meu esposo, José Ivanilson,  de uma borboleta que ele viu no jardim do condomínio. Ele conseguiu fotografar a mesma borboleta com as asas fechadas e abertas.

borboletas blog da Margarete Barbosa

 

E com imagem desta borboleta, que representa a Transformação a que todos os seres passam em sua existência, que finalizo esta postagem da Primavera Urbana 2015.

Um super abraço!

 

 

 

Anúncios

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: