Alguns momentos em São Paulo

Neste dia 25 de janeiro de 2013, São Paulo faz 459 anos. Mas este post não é para falar da programação comemorativa, pois há muitos outros veículos que dão conta, basta acessar aqui, ou aqui também. Hoje vim destacar alguns momentos que tenho vivido na e com a cidade.

Creio que minha relação com a cidade de São Paulo começa no dia do meu nascimento. Quando eu nasci, São Paulo estava completando 415 anos. Pois é, nasci no mesmo dia desta cidade, embora tenha nascido em outro Estado, em Alagoas. Minha família  migrou  para cá quando  eu era  muito pequena, passou uma temporada e, depois retornou a Alagoas. Porém quando eu  estava com  9 anos de idade, fixamos moradia nesta metrópole até os dias de hoje.

Em São Paulo, frequentei o Colégio Olga Ferraz, onde cursei até a 2ª série (hoje seria o 3º ano). Na época em que estudei, o colégio era da rede estadual e nos anos de 1990 passou para a rede particular. Destaco aqui o registro fotográfico atual (2012) da escola que frequentei: o Colégio Olga Ferraz, que fica na Av. Francisco Matarazzo, ao Lado do Parque da Água Branca:

colégio olga ferraz1

Foto: Margarete Barbosa

colégio olga ferraz2

Foto: Margarete Barbosa

Muitas “águas rolaram” e, em 2009, concluí o curso de Pedagogia na Universidade São Judas Tadeu, localizada no bairro da Móoca:

Universidade São Judas

Foto: Margarete Barbosa

Durante o primeiro ano do curso de Pedagogia (2006), visitamos o Centro Histórico, sob a orientação do professor Dr. Paulo de Assunção, um pesquisador e profundo conhecedor do Centro Histórico. Vale destacar que em 2012, o professor Paulo de Assunção foi  um dos vencedores do 54º Prêmio Jabuti, na categoria Turismo e Hotelaria, pois é de sua autoria o livro História do Turismo no Brasil entre os séculos XVI e XX.

Na visita ao Centro Histórico, passamos por diversos locais e, claro, estivemos na Praça da Sé e na Catedral. Revendo um trabalho que fizemos (eu e meu grupo) após a visita, retiro um parágrafo sobre a Catedral da Sé:

O professor comentou que o projeto de se ter uma igreja Central remonta de 1580. A pedra fundamental é de 1588. No séc XIX havia uma pequena igreja e no séc XX já se projetou construir uma catedral, como proposta urbanística da cidade. Ele fez referências a edifícios que já não existem mais, como por exemplo, o Teatro São José que foi destruído num incêndio. A construção da Catedral da Sé teve início em 1913 e foi concluída em 1954. Passou por reformas, sendo a última no período de 2000 a 2002. O projeto arquitetônico é de Maximiliano Hell, arquiteto que idealizou a catedral de Santos. Seu estilo se reporta à arquitetura gótica das igrejas alemãs. O professor esclarece que até o ano 1000 as igrejas eram escuras com poucas janelas, devido às guerras ocorridas na Europa. Após o ano 1000 “Deus é Luz”, então as igrejas passam a ter mais janelas e vitrais, permitindo a luz entrar no interior. Os vitrais são importantes para favorecer a iluminação e também para mostrar uma narrativa bíblica. A catedral gótica possui várias rosáceas, nos fundos e na frente, e suas torres apontam para o céu, procurando alcançá-lo. Na Catedral da Sé o professor se deteve em uma minuciosa exposição sobre a formação e arquitetura da Catedral.

A seguir, trago algumas fotos da Praça da Sé e da Catedral. Gostaria de esclarecer que as quatro fotos a seguir não são de minha autoria. Elas foram compartilhadas pela Coordenação do Curso de Pedagogia, na época (2006) foi a equipe da Professora Cristina Maria Salvador que fez o registro fotográfico:

Igreja da Sé

Catedral da Sé

vitrais da Catedral Sé 1

Vitral no interior da Catedral Sé

vitrais da Catedral da Sé 2

Vitral no interior da Catedral Sé- detalhe no desenho inferior retratando o Pateo do Colégio

interior e vitrais da Catedral da Sé

Interior e vitrais da Catedral da Sé

No dia 25 de janeiro de 2008, visitei o Edifício Altino Arantes e sua Torre do Banespa. Na fotografia abaixo, temos  o edifício e a Torre do Banespa vistos do terraço do Edifício Sampaio Moreira:

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Do alto da Torre do Banespa podemos ver a cidade. Abaixo, a vista aérea do Pateo do Colégio:

 vista aerea do pateo do colégio 25 jan 2008

Foto: Margarete Barbosa – 25 de janeiro de 2008

Na foto aérea abaixo podemos ver entre os grandes edifícios a Catedral da Sé:

0001 vista aerea do centro-pça da sé 25 jan 2008

Foto: Margarete Barbosa – 25 de janeiro de 2008

Ao descer da Torre do Banespa, precisamos  parar e dar passagem para um passeio ciclístico que estava acontecendo no Centro Velho, vejam abaixo:

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Atualmente existe a World  Bike Tour, que este ano está na sua 4ª edição e também a São Paulo Bike Tour. Vale a pena conferir.

No ano seguinte, em 25 de janeiro de 2009, quando me encontro no Parque Jardim da Luz, vejo um importante evento cultural em comemoração ao aniversário da cidade. Tal evento foi organizado pela Prefeitura, Governo do Estado e a Rede Globo. O seu início aconteceu no coreto do Jardim da Luz:

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto:Margarete Barbosa

Foto:Margarete Barbosa

Este evento comemorativo conseguiu levar o público do Parque da Luz até  a Estação Pinacoteca (antigo Prédio do DOPS), pois lá o espetáculo continuaria com outro cenário. Na fotografia abaixo, o público se deslocando até a Pinacoteca. O edifício branco,  ao fundo é a Estação Júlio Prestes :

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

São Paulo também tem muitas outras faces. Em outubro de 2010 fiz uma visita a um edifício que é considerado o “avó dos arranhacéus”  o Edifício Sampaio Moreira, que fica na Rua Líbero Badaró. Este só foi superado em 1929, quando foi inaugurado o  Edifício Martinelli. Neste dia, eu estava na companhia de uma pessoa que nasceu e ama muito a cidade de São Paulo: Neuza Guerreiro de Carvalho. Conheço Neuza desde 2004 e,  desde então, construímos uma amizade muito forte; a conheci numa oficina de Memória, ministrada por ela, e talvez tenha sido naquele momento que reativei minhas próprias memórias e aprendi a valorizar a Memória. Na fotografia abaixo, registrei  Neuza no interior do Edifício Sampaio Moreira:

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Nas fotografias seguintes, Neuza está no terraço do Sampaio Moreira. Na primeira fotografia podemos ver a Torre do Banespa, e na segunda, vemos os pórticos do terraço :

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Ainda neste dia, registrei no terraço,  o Theatro Municipal de São Paulo, que estava ainda em sua última reforma:

Foto: Margarete Barbosa

Foto: Margarete Barbosa

Neuza Guerreiro de Carvalho tem um Blog onde ela faz vários registros e muitos falam de seu amor e de sua vida em São Paulo, é o Blog da Vovó Neuza, para acessar é só clicar aqui.

Nas minhas andanças tenho visto na cidade imagens bem interessantes, como por exemplo as que fotografei no metrô Bresser, em 2007.  Nas fotografias se pode ver o símbolo do  Taoísmo  que representa o Yin e o Yang,  Deem só uma olhadinha:

metrô bresser 01

Foto: Margarete Barbosa

metrô bresser 02

Foto: Margarete Barbosa

metrô bresser

Foto: Margarete Barbosa

Outra imagem interessante é a deste gatinho, no jardim do Metrô São Bento, na entrada pelo Vale do Anhangabaú:

gatinho do metrô são bento

Foto: Margarete Barbosa

As andanças por São Paulo continuam, mas vou terminando o post por aqui.São muitos os registros, os momentos e múltiplos olhares. Encerro com duas imagens: a primeira é de  uma  bailarina no Centro Cultural Banco do Brasil, naquele dia ainda tinha a Exposição dos Impressionistas (setembro 2012), e enquanto o público externo enfrentava uma mega fila para entrar, a bailarina  encantava o público interno com sua arte. A segunda imagem nos tranquiliza nesta cidade que não para. É uma imagem de uma pequena fonte numa galeria da Rua Augusta, em frente ao Espaço Itaú de Cinema:

bailarina no ccbb

Fotos: Margarete Barbosa

fonte Rua Augusta

Foto: Margarete Barbosa

Parabéns, São Paulo pelos seus 459 anos!

Anúncios

3 Respostas to “Alguns momentos em São Paulo”

  1. Neuza Guerreiro de Carvalho Says:

    É lindo demais para um simples comentário. Merece que se leia várias vezes e depois te acumule de beijos em agradecimeneto.

  2. cristina Says:

    Margarete, adorei as fotos desta cidade que aprendi a amar. Saudades dos nossos encontros e passeios culturais. Obrigada pela lembrança. Com carinho, Cristina

    • Margarete Barbosa Says:

      Neuza e Cristina,

      Obrigada pela visita. São Paulo fala a cada uma de nós de uma maneira, e o mais importante é a alegria de tê-las conhecido nesta “Terra da Garoa”.
      Um super abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: