Archive for julho \20\UTC 2010

“… a madeira quando morre, canta!” (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)

20/07/2010

Quarta-feira.

Volto para casa. É noite e o rádio do carro me convida a viajar em outras ‘paisagens sonoras’, onde posso escapar um pouco dos sons urbanos das buzinas no horário do ‘rush’. São dezenove horas e trinta minutos, e o apresentador Daniel Daiben na Sala dos Professores dá destaque para a canção ‘Nó na madeira’, de João Nogueira e Eugênio Monteiro.

João Nogueira

João Nogueira

Há dez anos o carioca João Nogueira deixou o cenário da música brasileira para viver noutras esferas, mas deixou-nos composições maravilhosas, fruto de parcerias com: Edil Pacheco, Maurício Tapajós e Aldir Blanc, e, principalmente com seu grande parceiro Paulo César Pinheiro, com quem fez eternas canções como: Espelho, Mineira, Guerreira , As forças da Natureza, Minha Missão, entre outras. Muitas de suas canções ficaram conhecidas na voz da cantora Clara Nunes.

Faço um convite aos que já conhecem, para que possam matar saudades e aos que não conhecem para que se abram à experiência de ouvir o samba de João Nogueira. Tenho certeza de que não irão se arrepender.

Inicialmente, procurei na rede, uma boa gravação para a canção ‘Nó na Madeira’. Dentre as opções do You Tube, destaco o áudio abaixo, pois considero uma boa gravação.

Escutem só…

Uma das canções que tenho ouvido muito é : ‘Minha Missão’. Destaco um vídeo onde João Nogueira canta no Pelourinho, Bahia. Neste vídeo, ele começa cantando a capela, e com sua voz forte deixa bem marcado o vigor e altivez da poesia dessa canção. Segue o vídeo :


Para finalizar, destaco abaixo a poesia da canção ‘Minha Missão’:

Minha missão (João Nogueira e Paulo César Pinheiro)

Quando eu canto
É para aliviar meu pranto
E o pranto de quem já
Tanto sofreu
Quando eu canto
Estou sentindo a luz de um santo
Estou ajoelhando
Aos pés de Deus
Canto para anunciar o dia
Canto para amenizar a noite
Canto pra denunciar o açoite
Canto também contra a tirania
Canto porque numa melodia
Acendo no coração do povo
A esperança de um mundo novo
E a luta para se viver em paz!

Do poder da criação
Sou continuação
E quero agradecer
Foi ouvida minha súplica
Mensageiro sou da música
O meu canto é uma missão
Tem força de oração
E eu cumpro o meu dever
Aos que vivem a chorar
Eu vivo pra cantar
E canto pra viver

Quando eu canto, a morte me percorre
E eu solto um canto da garganta
Que a cigarra quando canta morre
E a madeira quando morre, canta!

Um abraço!


Anúncios

Julho com muita alegria, livros, arte e cultura

16/07/2010

Estamos em Julho, mês de férias das crianças e também para muitas pessoas. È também um período de diversificar as atividades de lazer, as leituras dos pequenos e atualizar as nossas. Uma boa oportunidade para fazer isso é participar da “Feira de Troca de Livros e Gibis”. A organização da Feira fica por conta do Sistema Municipal de Bibliotecas e da Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo.

A Feira acontece em alguns parques da cidade e tem a finalidade de estimular a leitura, de uma maneira solidária, coletiva, e o melhor: sem custos. Para que isso aconteça de uma maneira a que todos saiam satisfeitos com sua troca, se recomenda que os livros a serem trocados não sejam didáticos e estejam em bom estado de conservação. Saiba sobre a programação completa e os locais onde ocorrerá a Feira clicando aqui.

Para diversificar ainda mais este período de férias, temos a programação de bibliotecas públicas com uma programação muito interessante. Além dos mais variados títulos de livros, podemos encontrar nas bibliotecas muita Poesia, Mitologia, Teatro, Dança, Música, Cultura Popular, Contação de Histórias, Cinema e Meio Ambiente.

A Biblioteca Alceu Amoroso Lima, em Pinheiros, possui uma temática voltada para a Poesia, mas também inclui a Mitologia Grega e desenvolve projetos de Teatro, Dança e Música Vocacional. Para saber mais é só clicar aqui.

Já a Biblioteca Belmonte,  em Santo Amaro, tem como temática a Cultura Popular. Esta Biblioteca possui um acervo especializado, além do acervo comum às demais, e uma ampla programação cultural, que envolve cursos, oficinas, apresentações musicais e teatrais, de literatura, folclore, tradições populares brasileiras e história das culturas africana e afro-brasileira.  Acesse aqui e confira a programação.

A Biblioteca Cassiano Ricardo, no Tatuapé, desde 2007 possui o Espaço Itamar Assumpção e vem desenvolvendo a temática musical. Além da consulta e empréstimo dos títulos do acervo, também está disponível ao público material de música, como livros e CDs, e o melhor: uma programação cultural voltada ao tema. Clique aqui para conhecer melhor a temática e a programação.

Ainda no bairro do Tatuapé podemos encontrar a Biblioteca Hans Christian Andersen, que destaca a temática dos Contos de Fadas. O interessante dessa biblioteca é que os seus organizadores tiveram a preocupação de criar um ambiente próprio que remetesse ao universo mágico dos Contos de Fadas e das histórias infantis. Vale a pena conhecer esse espaço com uma programação voltada ao imaginário infantil. Clique aqui para ver e curtir a programação. Faço outro convite a vocês: cliquem aqui e visitem o Blog da Biblioteca Hans Christian Andersen para ver as atividades maravilhosas que já aconteceram.

No bairro do Ipiranga podemos conhecer a Biblioteca Roberto Santos que é especializada em Cinema, cujo acervo é constituído por um conjunto de filmes representativos da evolução da história do cinema mundial e nacional. Então, convido vocês a clicarem aqui e conferir a programação e todas as atividades desenvolvidas.

Para aqueles que têm a atenção voltada ao Meio Ambiente, convido-os a conhecerem a Biblioteca Raul Bopp que está localizada dentro do Parque da Aclimação, o que a torna muito agradável de ser visitada. A biblioteca faz a ponte entre os temas meio ambiente e cultura. Clique aqui para ver a programação.

Apresentei hoje algumas sugestões de diversão e atividades para todas as idades, que podem ser aproveitadas sem custos, pois são abertas ao público.Então, vamos aproveitar!!

Um abraço!