Um encontro mito-poético e metafórico

Os Deuses do Olimpo


Na semana passada participei de uma oficina de Mitologia Grega, na Biblioteca Alceu Amoroso Lima. O encontro/oficina teve inicio com leitura de um mito grego seguido de rico diálogo entre a coordenação da oficina e os participantes.

A oficina tem a coordenação de Ajax Perez Salvador e Wladia Beatriz Correia e a ideia principal dos encontros é: “a partir da leitura de textos mitológicos, procura-se traçar um paralelo entre a mitologia e a vida real”.

Pela participação que tive no encontro/oficina, eu diria que é isso e muito mais, pois o estudo dos mitos nos permite, não apenas outros conhecimentos culturais, mas também uma ampliação de horizontes, ou seja, por meio das histórias podemos vislumbrar outros sentidos que podem ser trazidos para nossa vida. O mito possui uma linguagem metafórica que possibilita outras compreensões daquilo que se apresenta, e também do que provoca em nossa imaginação e em nossos processos emocionais, cognitivos e também espirituais/ transcendentes (Por que não?).

Essa ideia já foi apresentada por estudiosos da Mitologia, como por exemplo, Joseph Campbell. No seu livro O Poder do Mito, Campbell tem um diálogo, uma entrevista com o jornalista norte-americano Bill Moyers. Em um determinado momento, Moyers diz que “ mitos são histórias de nossa busca da verdade, de sentido, de significação…”, porém Campbell complementa: Dizem que o que todos procuramos é um sentido para a vida. Não penso que seja assim. Penso que o que estamos procurando é uma experiência de estar vivos, de modo que nossas experiências de vida, no plano puramente físico, tenham ressonância no interior de nosso ser e de nossa realidade mais íntimos, de modo que realmente sintamos o enlevo de estar vivos. É disso que se trata, afinal, e é o que essas pistas nos ajudam a procurar, dentro de nós mesmos.”

Mas, como? Essa pode ser a pergunta que surge em nós de imediato. Para respondê-la, precisamos compreender o mito como metáfora, não apenas como figura de linguagem, mas, principalmente uma possibilidade de ampliação de sentidos que cada imagem mitológica traz potencialmente. Para esclarecer isso, Campbell nos diz ainda que: “Os mitos são metáforas da potencialidade espiritual do ser humano, e os mesmos poderes que animam nossa vida animam a vida do mundo”. Dessa maneira percebemos que a mitologia grega (e de outras civilizações) está repleta de símbolos e representações que muito nos dizem.

Outro grande estudioso do assunto, o psicólogo suiço Carl Jung, nos diz em seu livro O Homem e seus símbolos : “o que chamamos de símbolo é um termo ou mesmo uma imagem que nos pode ser familiar na vida diária” e que “uma imagem é simbólica quando implica alguma coisa além do seu significado manifesto e imediato”.

Estes dois estudiosos dos mitos e símbolos nos dão uma pequena ideia do que representa o estudo das civilizações com suas respectivas mitologias. E nós, por meio da metáfora, podemos compreender as relações que estas imagens míticas têm a ver conosco.

É uma aventura muito interessante para a qual todos estão convidados. Os encontros acontecem às quintas-feiras, às 15h, na Biblioteca Alceu Amoroso Lima, na Rua Henrique Schaumann, 777 – Pinheiros, com entrada franca.

Para terminar, convido vocês a apreciarem a canção/poema: Metáfora, de Gilberto Gil, porém com o efeito visual do Ballet Capoeira com a coreografia de Maurício Ribeiro.

Então, sem mais, vamos curtir as imagens da dança e da canção: Metáfora

Um super abraço!


Anúncios

5 Respostas to “Um encontro mito-poético e metafórico”

  1. iris fyrigos Says:

    Olá! Margarete! Fazemos juntas o curso na PUC aos sábados, sobre as Práticas Psicoeducativas. Parabéns pelo seu blog! Adorei toda a informação que vc coloca e as indicações culturais. Sou participante destas idéias. Corajosa sua iniciativa. Continue nos ajudando a sermos melhores! Vc usa facebook? Seria ótimo para ter mais um meio rápido de divulgar seu blog. Vc pode configurar para atualizar automáticamente… Abraço, Iris

    • Margarete Barbosa Says:

      Olá Iris!
      Fico feliz com sua participação e obrigada pelas dicas.
      Quando tiver algumas ideias e sugestões, este espaço estará sempre aberto.
      Abração!

      Margarete Barbosa

  2. O tempo: cronológico e kairológico « Blog da Margarete Barbosa Says:

    […] Blog da Margarete Barbosa Um Blog para conversar sobre Cultura, Arte e Lazer « Um encontro mito-poético e metafórico […]

  3. fabio Smith Says:

    Olá Margarete,
    Obrigado pelos elogios e que bela fotografia!
    Seu blog está maravilhoso,Margarete você esteve aqui na praia do Poço com Maria Dos Mares? estou perguntando para ligar o nome a sua pessôa
    Atenciosamente,
    Fábio Smith.

  4. neuza maria gonçalves Says:

    Ola Margareth.
    Procurando imagens no google, vi uma foto sua com você, o Ivanilson o seu Bebe e uma Senhora. Veja como esse mundo é pequeno,
    Beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: